Sistema de Numeração Chinês

Há 3.600 anos, o povo chinês era dividido em pequenos povoados que se localizavam às margens do Rio Amarelo, o Huang He. Após quase 1.500 anos, estes povos se uniram num só, unificando sua língua, sua escrita e o sistema numérico- muito importante para a religião e para a administração desta sociedade.

 

O sítio arqueológico Xiau Dun na cidade de Henan, na China, guardava muitos tesouros. Lá estava um registro milenar de números escritos em cascos de tartaruga. Eram traços horizontais e verticais que representavam as dezenas e as centenas. Esta era só uma das muitas representações numéricas usadas ao longo da história da china. Uma delas é o Suan Zi (cálculo em barras), método usado há cerca de 2.700 anos.

 

Observando bem, podemos ver que há umasistema%20de%20numera%C3%A7%C3%A3o%20chin%C3%8As casa vazia. sis suan zi zero.pngEsta casa representa o Zero, que logo veio (por influencia dos indianos) representado por uma bolinha parecida com o nosso atual algarismo.

 

Apesar do sistema Suan Zi funcionar bem, a escrita numérica mais famosa da China e ainda usada em algumas ocasiões nos dias atuais, é composta por treze símbolos diferentes. Para representar os números, este método se baseia no princípio multiplicativo.

 

Funciona mais ou menos assim: Para representar o número 30 é preciso escrever o símbolo do número 3 ao lado do símbolo do número 10. Assim, se entende que 3 multiplicado por 10 resultaria em 30.

 

Era preciso destreza para desenhar com sucesso estes ideogramas. Tanto que hoje, os chineses contam com  o nosso sistema de numeração escrita, entendido e aceito nos quatro cantos do mundo.

 

 

 

 



Site desenvolvido por KERDNA Produção Editorial LTDA